Walter Fleming e William Florence em 1872

Em 1870 um grupo de maçons se reunia com frequência para almoçar no Knickerbocker Cottage, na Sexta Avenida, em Nova York. Em uma mesa especial no segundo andar, um grupo de homens especialmente jovial se reunia regularmente. Entre os regulares estavam Walter M. Fleming, M.D. e William J. “Billy” Florence, um ator. O grupo conversava com frequência sobre iniciar uma nova fraternidade de maçons – mais centrada na diversão e na camaradagem, do que no ritual. Fleming e Florence levaram essa ideia a sério o suficiente para fazer algo sobre ela.

Enquanto estava em turnê na França, Billy Florence foi convidado para uma festa oferecida por um diplomata árabe. O estilo exótico, sabores e música da festa de temática árabe inspirou-o a sugerir esse como tema para a nova fraternidade. Walter Fleming, um devotado irmão da fraternidade, baseou-se nas ideias de Fleming e usou seu conhecimento do ritual fraternal para transformar o tema árabe na Antiga Ordem Árabe dos Nobres do Místico Shrine (A.A.O.N.M.S.).

Com a ajuda de outros frequentadores do Cottage Knickerbocker, Fleming elaborou o ritual, desenhou o emblema e as vestes, formulou uma saudação e comunicou que os membros usariam um barrete vermelho.

A primeira reunião do Shriners de Meca – o primeiro templo (divisão), estabelecido nos Estados Unidos, foi realizada em 26 de setembro de 1872.